SET Regional | voltar
SET Regional - Eventos realizados
Sudeste 2012
Regional: SET Sudeste - 14 e 15 de MARÇO de 2012
Seminário de Tecnologia de Televisão
Gerenciamento, Produção, Transmissão, Distribuição de Conteúdo Eletrônico Multimídia. Interatividade, Mobilidade

Palestras de Tecnologia - Demonstrações
2 dias - 120 participantes - Carga Horária: 16 horas

Teatro Alterosa - Av. Assis Chateaubriand 499 - Belo Horizonte - MG
Parceria: TV Alterosa/ MG - Realização: SET

Evento gratuito e exclusivo para Associados SET.
PROGRAMAÇÃO 14 DE MARÇO DE 2012
09:00/ 09:30 - Abertura

Geraldo Melo – TV Alterosa/ SET

 09:35/ 09:50 - Medidas básicas em ISDBT utilizando o instrumento TV Explorer ISDBT
 Palestrante : Jordi Pallares da Promax da Espanha / Proatec
 
- Principais medidas em TV Digital
- Imagem e parâmetros básicos da transmissão
- Potência do canal, C / N, MER, CBER, VBER
- Automatização das medidas : datalogger

 10:00/ 10:40 - Repensando a Eficiência do Fluxo de Trabalho TAPLESS 2.0

Palestrante: Dárcio Pascale - AD DIGITAL


A necessidade de se adaptar a um mundo altamente competitivo e dinâmico vem colocando os engenheiros de TV em uma situação complicada, pois a transição para TV digital os obriga implementar novos sistemas de transmissão, exibição e produção. Todavia, o foco da tecnologia é ser apenas um meio para trazer benefícios reais ao negócio, mas qual é o futuro do negócio? Explosão da produção de conteúdo? Entrega em multiplataforma? Controle de qualidade para combater a concorrência? Interatividade? Integração às redes sociais? Centralização do armazenamento para criação de um cloud privado? Por um outro lado, a tecnologia tem também como objetivo melhorar o processo operacional, reduzir custo, viabilizar e flexibilizar qualquer mudança na estratégia empresarial sem detrimento da qualidade.

10:45/ 11:25 - Luminárias LED: uma realidade nos estúdios.
Palestrante: Walter Zucchini - TELEM
A preocupação com a sustentabilidade e a evolução tecnológica confirmam, cada vez mais, o LED como a melhor opção de uso para iluminação cênica e reforça a idéia de dias contados para a utilização das lâmpadas halógenas.
As dúvidas quanto às principais diferenças entre as luminárias convencionais e as de LED são objeto desta apresentação e serão esclarecidas por meio de exemplos práticos de aplicação das novas tecnologias, que demonstram a variedade de possibilidades oferecida pelos LEDs.
  11:30/ 11:45 – Intervalo

11:50/ 12:45 - SFN, MFN e Reutilização de Frequência

Palestrante: Lucas Reis - SCREEN DO BRASIL

 12:50/ 13:30 - Tecnologias para Acervo digital
Palestrante: Erick Soares – SONY


Uma abordagem dos desafios do armazenamento em arquivo digital frente às constantes mudanças tecnológicas e investimentos sucessivos baseados em tecnologias de TI. A Sony apresenta uma alternativa de baixo custo para armazenamento de grande capacidade em mídia ótica, para aplicações de emissoras de TV, produtores de vídeo e também armazenamento de cinema. Uma visão geral da nova tecnologia, seus benefícios, e diferenças frente às principais tecnologias hoje existentes, bem como uma visão de possibilidades de sistemas completos para acervo digital de baixo custo, como por exemplo XDCAM Archive e outros mais.
 
13:35/ 14:50 – Intervalo

14:55/ 15:35 - Compartilhamento e otimização de instalações de RF
Palestrante: Rondinei Silva - SPINNER GmbH


Ao planejar uma estação de transmissão de TV, temos que levar em consideração todo trajeto entre o transmissor e a antena. Fatores como: eficiência, tamanho, desenho e desempenho elétrico, são decisivos para essa tomada de decisão.
Todos esses elemento também são importantes para a escolha dos Filtros de Máscara, Combinadores, linhas rígidas, cargas, etc.
Apresentaremos exemplos de como melhorar o desenho e a disposição dos elementos de RF com intuito de otimizar espaço e minimizar as perdas de inserção desse sistema.
Igualmente, falaremos de soluções compartilhadas em que um combinador permite que uma só antena possa ser compartilhara por vários transmissores.


 15:40/ 16:20 – Interatividade:
Alavacando a audiência com o uso da interatividade em multiplataformas de TVs

Palestrante: Salustiano Fagundes - SET/ HXD


Connected TVs, OTTs, Smart TVs e Tablets são alguns dos dispositivos que estão sendo utilizados para enriquecer a experiência televisiva. Esse novo cenário está trazendo mudanças radicais para a TV, não apenas no que se refere ao uso das tecnologias, mas também aos modelos de negócios existentes. Pesquisas recentes realizadas na Inglaterra, Estados Unidos e Brasil apontam para o crescimento de uma tendência de se assistir televisão conectado a alguma rede social, dando inicio a que já está sendo chamado de a Era da Social TV.
Considerado como ameaça por alguns, o fato é que as novas tecnologias chegaram para ficar e podem ser utilizadas como ferramentas para fidelizar a audiência e gerar novos negócios nas emissoras.

 16:25/ 16:45 - Intervalo

16:50/ 17:30 - Alternativas para Redução de Custo na Implantação da TV Digital

Palestrante: Vanessa Lima L- SET


Abstract – A preocupação com redução de custos tem se tornado cada vez mais importante nos mais diversos setores, dada a grande competitividade em todos os segmentos de mercado. A implantação da TV Digital no Brasil tem acontecido em um ritmo mais lento do que o estimado inicialmente, sendo uma das razões deste atraso o alto custo de implantação do sistema. Assim, iremos abordar nesta apresentação algumas alternativas para acelerar a implantação da TV Digital a um custo relativamente baixo, bem como a novas tecnologias empregadas para aumentar a eficiência energética dos transmissores.
PROGRAMAÇÃO - 15 DE MARÇO DE 2012
09:00/ 09:10 - Abertura

Geraldo Melo – TV Alterosa/ SET 

09:15/ 09:55 - Convergência de Tecnologias.

Palestrante: Cristiano Barbieri – HARRIS


Apresentaremos como a convergência de tecnologias pode trazer benefícios aos broadcasters em sistemas eficientes de contribuição e transporte de sinais para a interiorização dos sinais TVD e quais são os desafios dos fornecedores para atender essa demanda.


 0:00/ 10:40 - Edição 2.0

Palestrante: João Paulo Quérette - IMAGENHARIA


A edição não-linear ainda segue o modelo das ilhas lineares, com seus conceitos e paradigmas refletidos no modo de se trabalhar e na interface dos softwares. Com o Final Cut Pro X, a Apple revoluciona de novo e rompe de vez com o velho mundo das fitas. Conheça como será o futuro da edição não-linear.

10:45/ 11:00 – Intervalo


11:05/ 11:45 - "Tecnologia para Enlaces de Microondas Digital Portátil"
 Palestrante: Julio Omi - Hitachi Kokusai Linear


A apresentação objetiva mostrar as diferenças existente entre os enlaces analógico e digital, enfatizando os aspectos da tecnologia de modulação e do desempenho do enlace, através de diagrama em blocos, uso para transmissão em HD, potências oferecidas, alcance esperado em espaço livre com as antenas mais usuais, etc.. Um exemplo de equipamento portátil para aplicações em contribuição e suas características será apresentado.


 11:50/ 12:30 - Evolução dos Codecs e das Tecnologias Tapeless

Palestrante: Carlos Moura - GRASS VALLEY


Apresentação será sobre a história e a evolução dos principais Codecs que utilizamos hoje, seja em sistemas tapeless ou produções em HD e toda a sua utilização em fluxos de Jornalismo. Comparando a vantagens e desvantagens de acordo com cada aplicação.

 12:35/ 14:05 - Intervalo

 14:10/ 14:50 - TV Digital, OTT e Convergência na Era da Internet Móvel..
Palestrante: J. Cristovam - UNISAT/SET


Qual o futuro da TV Aberta e da TV por Assinatura ?
Esta palestra tem como objetivo fornecer uma breve visão geral da situação atual da TV Digital, padrão Nipo-Brasileiro (ISDB-Tb) nas “3 ou mais telas”, fazer um contraponto com a TV por Assinatura e dos demais principais serviços de telecomunicações ora prestados no país.
E a partir do cenário atual, dar um panorama sobre como os serviços OTT podem influenciar decisões e mudanças nada simples em diversos setores.
Decisões e Mudanças que irão moldar as formas de atuação dos envolvidos neste ambiente de convergência, nesta era que se inicia, e que denominamos Era da Internet Móvel. Voz, Vídeo, TV e inúmeros outros aplicativos convergindo em terminais móveis, via serviços tradicionais ou via serviços OTT.


 14:55/ 15:35 - Tecnologias em displays e televisores LCD, Plasma, LED e outras.

Palestrante: Ademir Lourenço - FUCAPI


Para esta apresentação vamos mostrar as tecnologias existentes e o que virá em um futuro próximo em termos de telas para receptores de sinais de TV, começaremos com um breve histórico, em seguida mostraremos a tecnologia das telas de Cristal Liquido - LCD, as formas de retroiluminação, as categorias de Matriz ativa e Matriz passiva, os tipos de LCD TN (Twister Nematic), IPS (In-Plane Switching), AFFS (Advanced Fringe Field Switching), VA (Vertical Alignment), ASV (Advanced Super View) e Super PSL (Plane-to-Line Switching). Falaremos sobre os painéis PLASMA, o princípio de formação das cores, o brilho e contraste, as vantagens e desvantagens comparativas entre o LCD e o Plasma, o que á temos de evolução, 600 Hz e New Plasma, por exemplo.
Apresentaremos as características das telas tais como: tempo de resposta, taxa de atualização, tamanho da tela e resolução, Contraste e brilho e ângulo de visão. Mostraremos ainda que as tecnologia LCD e Plasma representam um marco para a industria de telas, mas não estão sozinhas, temos hoje o OLED (Organic Light Emitting Diode) e AMOLED (Active Matrix OLED) entre outras novidades que despontam e começam a ter espaço neste segmento, complementando com as telas sensíveis ao toque (touchscreen), Telas resistivas, Telas capacitivas e finalizando as a tecnologia das Telas 3D.

 15:40/ 16:20 - Intervalo

 16:25/ 17:05 - Redes FTTH/GPON

Palestrante: Daniel Gomes dos Reis – CEMIG

 17:10/ 17:30 - Medidas básicas em ISDBT utilizando o instrumento TV Explorer ISDBT
Palestrante: Jordi Pallares da Promax da Espanha / Proatec

- Análise de Espectro e espectrograma
- Aprofundamento da Margem MER e Link Margin (Margem de enlace)
- Constelação por camadas
- Funções avançadas:
- TS de entrada e saída
- CAM
- Saída HDMI
- USB "on the go"
- Captura e recuperação de telas : print Screen
- Gravação e reprodução
- Monitoração com o software RM 404.
PATROCINADORES - OURO

Confirme de imediato: Sua empresa junto aos Broadcasters Brasileiros.
=>Realize Palestra e Demonstração
=> e outros itens.

PATROCINADORES - PRATA

Confirme de imediato: Sua empresa junto aos Broadcasters Brasileiros.
=>Realize Palestra
=> e outros itens.

 
Sul  2012
SET SUL 2012 - 12 E 13 DE JUNHO - Evento Transmitido ao vivo via Satélite e via Internet
Seminário de Tecnologia em Televisão
Gerenciamento, Produção, Transmissão e Distribuição de
Conteúdo Eletrônico Multimídia. Interatividade. Mobilidade.
 
Palestras de Tecnologia - Demonstrações
2 dias - 120 participantes - Carga Horária: 16 horas
 
Local: PUC-RS: Avenida Ipiranga, 6681 - Prédio 32 – Auditório
- Porto Alegre - RS
 
Evento gratuito e exclusivo para Associados SET (em
2012).
Realização: SET – www.set.com.br






















SET SUL - 12 DE JUNHO - TERÇA-FEIRA - PROGRAMAÇÃO

ABERTURA
MODERADOR: FERNANDO FERREIRA - SET
O FUTURO DA TV ABERTA. FoB TV. 4K
PALESTRANTE: OLÍMPIO
FRANCO – SET
Status da TV Digital no
Brasil .A importância do espectro para a TV Aberta.A TV Digital atual não
ficará para sempre com a atual tecnologia do ISDB-T. Novas tecnologias e
novos  padrões estão surgindo e
requererão novo simulcast digital.
 
O futuro além da alta
definição está presente agora com 4k. É a ultra alta definição, com imensos
desafios de produção, pós produção, distribuição e transmissão. Na transmissão
está o maior desafio para transportar tamanha carga de pay load em condições
razoáveis de robustez e de banda requerida.Novos parâmetros de modulação
digital estão em desenvolvimento, bem como novo padrão de  compressão de vídeo. Desafios não faltam.
Como da necessidade de definição de um padrão reconhecido mundialmente.
 
FoB TV : o
que é ? É uma proposta de um novo padrão de TV Digital,sem competição entre
padrões e tecnologias. Pretende-se tornar a futura TV mais amigável possível de
ser assistida  e sintonizada em qualquer
parte do mundo  , mesmo móvel ou fixa ou
com  diferentes possibilidades de  plataformas.A Set é uma das entidades
fundadoras, junto com outras organizações de diversas regiões mundiais. 










MUNDO ATUAL: O IMPACTO DAS MULTIPLATAFORMAS DIGITAIS NA EXPERIÊNCIA TELEVISIVA.
PALESTRANTE:
SALUSTIANO FAGUNDES - HXD
Estamos vivendo um processo
de pulverização na audiência televisiva. As novas tecnologias estão tornando a
experiência de assistir TV cada vez mais interativa, personalizada e
participativa.

De acordo com relatório publicado pela Sisco em maio desse ano, já em 2011 o
número de domicílios com usuários de internet residencial alcançou o número de
acesso a TV no mundo.

O relatório prevê quem em 2016 o número de usuários residenciais de internet
ultrapassará o de domicílios com TVs.

Assistir TV on line está deixando de ser um exceção para se tornar um hábito,
principalmente entre as audiências mais jovens. Como resultado a forma como se
cria, produz, se entrega e se assiste televisão requer um novo paradigma.

Essa palestra abordará quais são os desafios e as oportunidades para os
broadcasters diante do novo cenário de convergência de tecnologias e negócios
na televisão.
 
CONVERGÊNCIA - EVOLUÇÃO TV DIGITAL E PAY TV
PALESTRANTE: JOSÉ RAIMUNDO CRISTÓVAM
NASCIMENTO - SET/ UNISAT
Parte I - Introdução
Parte II - Evolução e Futuro da TV Digital
Parte III – Evolução e Futuro da TV por Assinatura (SeAC)
Parte IV – O Fenômeno OTT – Over the Top e a Convergência na Era da
Internet Móvel
Parte V - Qual o futuro das Operadoras de Telecomunicações Tradicionais
?
Parte V - Conclusões











EVOLUÇÃO RÁDIO E INTERNET

PALESTRANTE:
JOSÉ CLAUDIO BARBEDO (FORMIGA) - APOIO TÉCNICO

COMO AS EMPRESAS DE MÍDIA E ENTRETENIMENTO ESTÃO SE PREPARANDO PARA AS NOVAS TENDÊNCIAS PARA DISTRIBUIÇÃO DE CONTEÚDO EM MULTIPLAS PLATAFORMAS.
PALESTRANTE: ANDRÉ
ALTIERI - CISCO
A apresentação
irá cobrir as mudanças pelo qual o Mercado de Mídia e Entretenimento está
passando, ressaltando as tendências de Mercado, as mudançcas de comportamento
do telespectador e como os provedores de conteúdo e Broadcasters estão se
preparando para distribuir sua programação para diferentes tipos de dispositivo
e como fará para retornar seu investimento com novas oportunidades de negócio
com a propaganda dirigida. Mostraremos também como outros Broadcasters e
Services Providers estão estruturando seus novos modelos de negócio e quais as
tecnologias estão sendo adotada por eles. Além disso iremos mostrar como a rede
de distribuição passa a ter papel fundamental na diferenciação do conteúdo
premium e como utilizar da melhor maneira possível os recursos das redes de
Banda larga existentes. 


COBERTURA DOS JOGOS PAN AMERICANOS E COMO ESTAMOS PARA AS OLÍMPIADAS DE LONDRES
PALESTRANTE: WERNER
MICHELS – TERRA
O PAPEL DA INTERNET PARA ALAVANCAR O CONTEÚDO DA TV.
PALESTRANTE:
ERNESTO AUGUSTO THORP DE ALMEIDA - GLOBO.COM


- Tecnologias e dispositivos

- Limitações

- Onde estamos

- E aTV na Internet?

- O que vem por aí
SFN, MFN E O LEGADO ANALÓGICO NA INTERIORIZAÇÃO DA TV DIGITAL
PALESTRANTE: FABRIZIO
REIS - SCREEN SERVICE DO BRASIL
As redes de
radiodifusão atuais no Brasil enfrentam agora o desafio de expandir a cobertura
do serviço HDTV. Os profissionais de engenharia deparam-se, portanto, com
desafios técnicos inéditos: SFN, Satélite, re-uso de frequências, canal virtual
e parâmetros de transmissão. Quais as limitações e possibilidades para a
tecnologia? Qual a melhor solução a ser empregada? Cases práticos e analises.


ALTERNATIVAS PARA REDUÇÃO DE CUSTO NA IMPLANTAÇÃO DA TV DIGITAL
PALESTRANTE: VANESSA
LIMA - HITACHI KOKUSAI LINEAR
A preocupação
com redução de custos tem se tornado cada vez mais importante nos mais diversos
setores, dada a grande competitividade em todos os segmentos de mercado. A
implantação da TV Digital no Brasil tem acontecido em um ritmo mais lento do
que o estimado inicialmente, sendo uma das razões deste atraso o alto custo de
implantação do sistema. Assim, iremos abordar nesta apresentação algumas
alternativas para acelerar a implantação da TV Digital a um custo relativamente
baixo, bem como a novas tecnologias empregadas para aumentar a eficiência
energética dos transmissores. 


SET SUL - 13 DE JUNHO - QUARTA-FEIRA - PROGRAMAÇÃO

TENDÊNCIAS E TECNOLOGIAS PARA CAPTAÇÃO E ACERVO DIGITAL NA ERA ALÉM DO HDTV
PALESTRANTE: ERICK
SOARES - SONY
Uma visão de
novas tecnologias que viabilizam a captação de imagens com alta performance e
baixo custo, em diversas áreas como por exemplo captação 4K, 4K de baixo custo,
HD, e estabilizadores óticos. Tecnologias que expandem recursos e
funcionalidades facilitando as operações na área de captação de imagens. E
também uma visão de novas tecnologias para acervo digital baseadas em
tecnologia óptica, totalmente tapeless para as produções mais recentes a fim de
se preservar a máxima qualidade do conteúdo por ora disponível. 


EFICIÊNCIA DO FLUXO DE TRABALHO TAPELESS 2.0. REPENSANDO O CICLO DE PRODUÇÃO DE CONTEÚDO PARA ENTREGA MULTIPLATAFORMA.
PALESTRANTE: DANIELA
SOUZA - AD DIGITAL
A necessidade
de se adaptar a um mundo altamente competitivo e dinâmico vem colocando os
engenheiros de TV em uma situação complicada, pois a transição para TV digital
os obriga implementar novos sistemas de transmissão, exibição e produção.
Todavia, o foco da tecnologia é ser apenas um meio para trazer benefícios  reais ao negócio, mas qual é o futuro do
negócio? Explosão da produção de conteúdo? Entrega em multiplataforma? Controle
de qualidade para combater a concorrência? Interatividade? Integração às redes
sociais? Centralização do armazenamento para criação de um cloud privado?  Por um outro lado, a tecnologia tem também
como objetivo melhorar o processo operacional, reduzir custo, viabilizar e
flexibilizar qualquer mudança na estratégia empresarial sem detrimento da
qualidade. 


TECNOLOGIA TAPELESS E CODECS
PALESTRANTE: JONAS
MARQUES - GRASS VALLEY
Apresentação
será sobre a história e a evolução dos principais Codecs que utilizamos hoje,
seja em sistemas tapeless ou produções em HD e toda a sua utilização em fluxos
de Jornalismo. Comparando a vantagens e desvantagens de acordo com cada
aplicação. 


GRAFISMO - NOVIDADES E APLICAÇÕES DE GRÁFICOS PARA MULTI-PLATAFORMAS.
PALESTRANTE:
EDUARDO MANCZ – BRASVIDEO/VIZRT
Novidades em soluções de
grafismo, otimização de fluxos de produção em ambientes multi-plataformas,
aplicações baseadas em modelos 3D, combinação de ferramentas OTT e branding,
soluções de mapas, weather e gráficos on-demand.
 
MÍDIA DIGITAL NA NUVEM - ENTENDENDO O IMPACTO NA INDUSTRIA BROADCAST
PALESTRANTE:
GUILHERME SILVA - Cis Group
O
universo da mídia passa por mudanças sem precedentes. Audiências fragmentadas,
evolução dos  modelos tecnológicos e maior complexidade na valorização das
iniciativas da industria. Espectadores, clientes e o crescimento de audiência
eletrônica continuam mudando seus hábitos de consumo de mídia para um modelo de
"assistir o que se quer, quando se quer e onde se quer". Empreendimentos
de mídia precisam criar, colaborar, processar, armazenar, gerenciar e
distribuir conteúdo digital exponencialmente crescente em tamanho e
complexidade, tais como arquivos HD e 3D.  E precisam fazê-lo em tempo
real, por demanda e com redução de custos.
Futuras
estratégias envolvendo mídia digital só terão sucesso se incluirem serviços
baseados em "cloud", além de tecnologias internet e intranet.



CONVERGÊNCIA DE TECNOLOGIAS VIA IP

PALESTRANTE:
AMAURY PEREIRA FILHO – HARRIS

OTIMIZAÇÃO E COMPARTILHAMENTO DE INSTALAÇÕES DE RF

PALESTRANTE: RONDINEI SILVA - SPINNER DO BRASIL

Ao planejar uma estação de transmissão de TV, temos que levar em
consideração todo trajeto entre o transmissor e a antena. Fatores como:
eficiência, tamanho, desenho e desempenho elétrico, são decisivos para essa
tomada de decisão. Apresentaremos exemplos de como melhorar o desenho e a
disposição dos elementos de RF com intuito de otimizar espaço e minimizar as
perdas de inserção desse sistema. Igualmente, falaremos de soluções
compartilhadas em que um combinador permite que uma só antena possa ser
compartilhara por vários transmissores.

PAINEL SOBRE MEDIDAS DE SINAL PARA TV DIGITAL

MEDIÇÕES DE RÁDIO-FREQUÊNCIA SUPORTANDO A OPERAÇÃO DE SISTEMAS DE TV DIGITAL ISDB-T
PALESTRANTE: RODRIGO
MENDES - AGILENT
Essa palestra
descreverá os principais desafios técnicos relacionados à instalação e operação
da rede de TV Digital do padrão brasileiro ISDB-Tb,  apresentando um roteiro de testes
recomendados para a validação e diagnóstico de qualidade e desempenho de
transmissores e do projeto de cobertura em campo, incluindo os domínios de RF e
banda-base, e avançados recursos para detecção e análise de problemas


NOVAS FORMAS DE MEDIDAS DE SINAL PARA TV DIGITAL.
PALESTRANTE: ARMANDO
ISHIMARU - LEADER INSTRUMENTS CORPORATION
O sinal de
vídeo desde a produção até a chegada aos receptores de televisão do
telespectador passa por uma extensa cadeia de aparatos e processadores
comprometendo sua qualidade a menos que as técnicas de produção e distribuição
sejam perfeitas. A solução seria com bases em: (a) Educar o operador quanto aos
possíveis ajustes em suas áreas e (b) Criar instrumentos fáceis de usar e
intuitivos. Torna-se essencial o uso de instrumentos de teste para cada parte
da cadeia, partindo dos receptores ISDB-Tb dos sintonizadores de TV até o apoio
as operações de estúdio, com características específicas de operação amigáveis
criados com os engenheiros e operadores em mente. Assim a Leader cria quatro
tecnologias 5 Bar, CineLite, CineZone e CineSearch que são os pilares para uma
produção perfeita...


PATROCINADOR OURO

PATROCINADOR PRATA

 
Nordeste 2012
SET NORDESTE 2012 - 10 e 11 de JULHO
Seminário de Tecnologia de Televisão
Gerenciamento, Produção, Transmissão, Distribuição de Conteúdo
Eletrônico Multimídia. Interatividade, Mobilidade
09:00 às 18:00 horas
Palestras de Tecnologia - Demonstrações
2 dias - 120 participantes - Carga Horária: 16 horas
 
Auditório da TV Jornal do Commercio - R Capitão Lima, 250 - Recife - PE

 
Parceria: TV Jornal do Commercio - Recife/PE
Realização: SET – www.set.com.br – set@set.com.br
 
Evento gratuito e exclusivo para Associados SET.






















PROGRAMAÇÃO 10 DE JULHO

ABERTURA
MODERADOR:
LUIS GURGEL - SET/ TV JORNAL DO COMMÉRCIO
GRAFISMO - NOVIDADES E APLICAÇÕES DE GRÁFICOS PARA MULTI-PLATAFORMAS.
PALESTRANTE: EDUARDO
MANCZ - BRASVIDEO/ VIZRT
Novidades em soluções de grafismo, otimização de fluxos de
produção em ambientes multi-plataformas, aplicações baseadas em modelos 3D,
combinação de ferramentas OTT e branding, soluções de mapas, weather e gráficos
on-demand
METADADOS 2.0
PALESTRANTE: JOÃO
PAULO QUÉRETTE - IMAGENHARIA

O
uso dos metadados já se tornou comum nos sistemas de gerenciamento de mídia.
Mas, no mundo da Edição 2.0, eles podem ir muito além. Descubra o que há por
trás dos metadados e como eles podem ser usados para dar inteligência e
agilidade à edição não-linear.

SFN, MFN E O LEGADO ANALÓGICO NA INTERIORIZAÇÃO DA TV DIGITAL
PALESTRANTE: FABRIZIO
REIS - SCREEN SERVICE DO BRASIL
As redes de radiodifusão atuais no Brasil enfrentam agora o
desafio de expandir a cobertura do serviço HDTV. Os profissionais de engenharia
deparam-se, portanto, com desafios técnicos inéditos: SFN, Satélite, re-uso de
frequências, canal virtual e parâmetros de transmissão. Quais as limitações e
possibilidades para a tecnologia? Qual a melhor solução a ser empregada? Cases
práticos e analises.
GAP FILLERS EM ISDB-TB
PALESTRANTE: LUIZ RODRIGO - HITACHI KOKUSAI LINEAR

Gap Fillers são imprescindíveis para o perfeito
funcionamento de um sistema ISDB-TB em grandes cidades, na otimização de áreas
de cobertura e também em repetições em rede de frequência única. Nesta
apresentação mostraremos um breve roteiro de instalação de um Gap Filler, bem
como as técnicas de configuração, dicas de montagem e posicionamento das
antenas além de alguns pontos que precisam ser avaliados antes de se optar pela
compra de um gap filler para uma dada localidade.

REPENSANDO A EFICIÊNCIA DO FLUXO DE TRABALHO TAPELESS 2.0
PALESTRANTE: DANIELA
SOUZA - AD DIGITAL
A necessidade de se adaptar a um mundo altamente competitivo
e dinâmico vem colocando os engenheiros de TV em uma situação complicada, pois
a transição para TV digital os obriga implementar novos sistemas de
transmissão, exibição e produção. Todavia, o foco da tecnologia é ser apenas um
meio para trazer benefícios reais ao negócio, mas qual é o futuro do negócio?
Explosão da produção de conteúdo? Entrega em multiplataforma? Controle de
qualidade para combater a concorrência? Interatividade? Integração às redes
sociais? Centralização do armazenamento para criação de um cloud privado? Por
outro lado, a tecnologia tem também como objetivo melhorar o processo
operacional, reduzir custo, viabilizar e flexibilizar qualquer mudança na
estratégia empresarial sem detrimento da qualidade.
MEDIÇÕES DE RÁDIO-FREQUÊNCIA SUPORTANDO A OPERAÇÃO DE SISTEMAS DE TV DIGITAL ISDB-T
PALESTRANTE: LUIZ MATOS - AGILENT
Essa palestra
descreverá os principais desafios técnicos relacionados à instalação e operação
da rede de TV Digital do padrão brasileiro ISDB-Tb,  apresentando um
roteiro de testes recomendados para a validação e diagnóstico de qualidade e
desempenho de transmissores e do projeto de cobertura em campo, incluindo os
domínios de RF e banda-base, e avançados recursos para detecção e análise de
problemas.
GARANTIA DE QUALIDADE EM TRANSMISSÃO ISDBT E DVB.
PALESTRANTE: SILVINO
ALMEIDA – TEKTRONIX
A transmissão em RF digital traz
desafios na garantia da qualidade e detecção de eventos que afetam as
informações transmitidas.
Quando acontece um problema de
áudio/vídeo, como identificar a sua causa? Foi a transmissão? O encoder? O
sinal oriundo da contribuição?
Em face desta nova
realidade tecnológica, uma nova abordagem se faz necessária, não basta chegar o
RF é precisao checar o sistem ade transmissão como um todo, é preciso entender
o processo de transmissão para que se possa rapidamente identificar e corrigir
as causas ou incompatibilidades
.




SET NORDESTE 2012 - 11 de JULHO

ABERTURA
MODERADOR: LUIS GURGEL
- SET/ TV JORNAL DO COMMÉRCIO
OTIMIZAÇÃO E COMPARTILHAMENTO DE INSTALAÇÕES DE RF
PALESTRANTE: PAULO
MATUI - SPINNER do Brasil
Ao planejar uma estação de transmissão de TV, temos que levar
em consideração todo trajeto entre o transmissor e a antena. Fatores como:
eficiência, tamanho, desenho e desempenho elétrico, são decisivos para essa
tomada de decisão. Apresentaremos exemplos de como melhorar o desenho e a
disposição dos elementos de RF com intuito de otimizar espaço e minimizar as
perdas de inserção desse sistema. Igualmente, falaremos de soluções
compartilhadas em que um combinador permite que uma só antena possa ser
compartilhara por vários transmissores.
TECNOLOGIA ÓPTICA PARA ACERVO DIGITAL
PALESTRANTE: ERICK
SOARES - SONY
Uma abordagem dos
desafios do armazenamento em arquivo digital frente às constantes mudanças
tecnológicas e investimentos sucessivos baseados em tecnologias de TI. A Sony
apresenta uma alternativa para armazenamento de grande capacidade em mídia
óptica, para aplicações de emissoras de TV, produtores de vídeo e também
armazenamento de cinema. Uma visão geral da nova  tecnologia, seus benefícios,
e diferenças frente às principais tecnologias hoje existentes, bem como uma
visão de possibilidades de sistemas completos para acervo digital
TECNOLOGIA TAPELESS E CODECS
PALESTRANTE: FELIPE ANDRADE - GRASS VALLEY
Apresentação será sobre a história e a evolução dos
principais Codecs que utilizamos hoje, seja em sistemas tapeless ou produções
em HD e toda a sua utilização em fluxos de Jornalismo. Comparando a vantagens e
desvantagens de acordo com cada aplicação.
CONVERGÊNCIA DE TECNOLOGIAS VIA IP
PALESTRANTE: AMAURY
PEREIRA FILHO – HARRIS
PÓS-PRODUÇÃO DE ÁUDIO EM AMBIENTES NÃO-LINEARES
PALESTRANTE: FELIPE
GONZALEZ - AVID
A diferença na utilização de AAF ou OMF. Qualidade de áudio:
sample rates e bit depth.

Qualidade de vídeo: alta definição versus baixa resolução. Aplicação em tempo
real ou push and pull.

Armazenamento compartilhado e trabalho colaborativo. Som surround para HDTV. 
SATÉLITE
PALESTRANTE: ANDRÉ
MALVÃO - STAR ONE/ EMBRATEL
 
Centro Oeste  2012
SET Centro Oeste 2012
IMPORTANTE EVENTO DE
BROADCASTING EM BRASÍLIA.



Seminário de Tecnologia de
Televisão

Gerenciamento, Produção,
Transmissão, Distribuição de Conteúdo Eletrônico Multimídia. Interatividade,
Mobilidade.



Palestras de Tecnologia -
Demonstrações

2 dias - 200 participantes
09:00 às 19:00 -  Carga Horária: 20 horas



Espaço Cultural Renato
Guerreiro (SEDE DA ANATEL)

SAUS Qd. 6 bloco C, Brasília-DF 




Parceria: EBC - DF

Realização: SET – www.set.com.br
set@set.com.br



Evento gratuito e exclusivo
para Associados SET.
16 de Outubro - 09h00 às 19:00

Abertura
MODERADOR: EMERSON WEIRICH - SET/EBC
Atuação Técnica da ANATEL
PALESTRANTE: MARCONI MAYA - ANATEL
O Desligamento Analógico no Mundo e Reflexões para o Brasil
PALESTRANTE: FLAVIO LENZ - MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES
Alternativas para Redução de Custo na Implantação da TV Digital
PALESTRANTE: GLENN ZOLOTAR - HITACHI KOKUSAI LINEAR
A preocupação com redução de custos tem se tornado cada vez mais importante, nos mais diversos setores, dada a grande competitividade em todos os segmentos de mercado. A implantação da TV Digital no Brasil tem acontecido em um ritmo mais lento do que o estimado inicialmente, sendo uma das razões deste atraso o alto custo de implantação do sistema. Assim, iremos abordar nesta apresentação algumas alternativas para acelerar a implantação da TV Digital a um custo relativamente baixo, bem como a novas tecnologias empregadas para aumentar a eficiência energética dos transmissores.
Convergência - Evolução TV Digital e Pay TV
PALESTRANTE: JOSÉ RAIMUNDO CRISTÓVAM NASCIMENTO - SET/ UNISAT
Parte I - Introdução
Parte II - Evolução e Futuro da TV Digital
Parte III – Evolução e Futuro da TV por Assinatura (SeAC)
Parte IV – O Fenômeno OTT – Over the Top e a Convergência na Era da Internet Móvel
Parte V - Qual o futuro das Operadoras de Telecomunicações Tradicionais ?
Parte V - Conclusões
O Futuro do Broadcast Media é Social
PALESTRANTE: ALDO CAMPISI - CHYRON PARA AMÉRICA LATINA 
Grafismo colaborativo dentro de fluxo de trabalho integrado para transmissão em tempo real e uma experiência compartilhada entre as três telas.
Grafismo - Novidades e Aplicações de Gráficos para Multi-Plataformas.
PALESTRANTE: EDUARDO MANCZ - BRASVIDEO/ VIZRT
Novidades em soluções de grafismo, otimização de fluxos de produção em ambientes multi-plataformas, aplicações baseadas em modelos 3D, combinação de ferramentas OTT e branding, soluções de mapas, weather e gráficos on-demand.
SFN, MFN e o Legado Analógico Na Interiorização Da Tv Digital.
PALESTRANTE: FABRIZIO REIS - SCREEN SERVICE DO BRASIL 
As redes de radiodifusão atuais no Brasil enfrentam agora o desafio de expandir a cobertura do serviço HDTV. Os profissionais de engenharia deparam-se, portanto, com desafios técnicos inéditos: SFN, Satélite, re-uso de frequências, canal virtual e parâmetros de transmissão. Quais as limitações e possibilidades para a tecnologia? Qual a melhor solução a ser empregada? Cases práticos e analises.
TV Digital: Quem Será O Dono Da Interatividade?
PALESTRANTE: ALEXANDRE KIELING - UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA
A TV Digital passa por seu momento de maior desafio. De um lado precisa ampliar exponencialmente a base de recepção do seu sinal e de outro consolidar-se como meio líder num ambiente de multiplataformas e convergência onde a Internet e as tecnologias desenvolvidas em IP tem vantagem. O cenário ainda apresenta uma demanda crescente por conteúdos e aplicativos com ofertas interativas e aponta para um redesenho dos modelos de negócio do setor. O quadro sugere que o segmento que dominar interatividade deve ser o novo dono do cofre na indústria audiovisual.
Novas Formas De Medidas De Sinal Para TV Digital.
PALESTRANTE: ARMANDO ISHIMARU - LEADER INSTRUMENTS CORPORATION
O sinal de vídeo desde a produção até a chegada aos receptores de televisão do telespectador passa por uma extensa cadeia de aparatos e processadores comprometendo sua qualidade a menos que as técnicas de produção e distribuição sejam perfeitas. A solução seria com bases em: (a) Educar o operador quanto aos possíveis ajustes em suas áreas e (b) Criar instrumentos fáceis de usar e intuitivos. Torna-se essencial o uso de instrumentos de teste para cada parte da cadeia, partindo dos receptores ISDB-Tb dos sintonizadores de TV até o apoio as operações de estúdio, com características específicas de operação amigáveis criados com os engenheiros e operadores em mente. Assim a Leader cria quatro tecnologias 5 Bar, CineLite, CineZone e CineSearch que são os pilares para uma produção perfeita...
Satélite
PALESTRANTE: ANDRÉ MALVÃO - STAR ONE/ EMBRATEL
Metadados 2.0
PALESTRANTE: JOÃO PAULO QUÉRETTE - IMAGENHARIA
O uso dos metadados já se tornou comum nos sistemas de gerenciamento de mídia. Mas, no mundo da Edição 2.0, eles podem ir muito além. Descubra o que há por trás dos metadados e como eles podem ser usados para dar inteligência e agilidade à edição não-linear.

TVS ABERTAS NACIONAIS VIA DTH.
INTRODUÇÃO E
CONTEXTUALIZAÇÃO: J.R.CRISTÓVAM - SET
A COMPETIÇÃO PREDATÓRIA ENTRE OPERADORAS DE TVA VIA SATÉLITE E GERADORAS REGIONAIS
CONSIDERAÇÕES DE RÔMULO
FURTADO
ABERTURA
MODERADOR: EMERSON WEIRICH -
SET/EBC
Repensando A Eficiência Do Fluxo De Trabalho Tapeless 2.0
PALESTRANTE: DANIELA SOUZA - AD
DIGITAL

A necessidade de se adaptar a um mundo altamente competitivo e dinâmico vem colocando os engenheiros de TV em uma situação complicada, pois a transição para TV digital os obriga implementar novos sistemas de transmissão, exibição e produção. Todavia, o foco da tecnologia é ser apenas um meio para trazer benefícios reais ao negócio, mas qual é o futuro do negócio? Explosão da produção de conteúdo? Entrega em multiplataforma? Controle de qualidade para combater a concorrência? Interatividade? Integração às redes sociais?
Centralização do armazenamento para criação de um cloud privado? Por outro lado, a tecnologia tem também como objetivo melhorar o processo operacional, reduzir custo, viabilizar e flexibilizar qualquer mudança na estratégia empresarial sem
detrimento da qualidade.
TENDÊNCIAS E TECNOLOGIAS PARA CAPTAÇÃO E ACERVO DIGITAL NA ERA ALÉM DO HDTV
PALESTRANTE: ERICK SOARES -
SONY

Uma visão de novas
tecnologias que viabilizam a captação de imagens com alta performance e baixo
custo, em diversas áreas como por exemplo captação 4K, 4K de baixo custo, HD, e
estabilizadores óticos. Tecnologias que expandem recursos e funcionalidades
facilitando as operações na área de captação de imagens. E também uma visão de
novas tecnologias para acervo digital baseadas em tecnologia óptica, totalmente
tapeless para as produções mais recentes a fim de se preservar a máxima
qualidade do conteúdo por ora disponível.
10:40/ 11:00 - INTERVALO

De Arquivos Inúteis A Ativos Preciosos: O Patrimônio Digital.
PALESTRANTE: PABLO MILIANI - FRONT PORCH DIGITAL/ LINE-UP
Ao mesmo tempo que a infra-estrutura de produção esta se modernizando e o conteúdo é produzido, editado e distribuído como mídia-arquivos (files), arquivos patrimoniais estão mudando de repositórios passivos de conteúdos à gateways ativos de acesso digital para conteúdos valiosos. O desafio para os engenheiros e organizações é planejar e justificar a economia desta nova plataforma.
 Esta apresentação dará uma visão geral dos aspectos envolvidos na transição, dimensionamento e aplicação da nova infra-estrutura de gerenciamento de arquivos baseado em conteúdo, transformando o patrimônio da empresa de arquivos inúteis para ativos valiosos.
TECNOLOGIA TAPELESS E CODECS
PALESTRANTE: FELIPE ANDRADE - GRASS VALLEY
Apresentação será sobre a história e a evolução dos principais Codecs que utilizamos hoje, seja em sistemas tapeless ou produções em HD e toda a sua utilização em fluxos de Jornalismo. Comparando a vantagens e desvantagens de acordo com cada aplicação.
Otimização e Compartilhamento de Instalações de RF
PALESTRANTE: RONDINEI SILVA - SPINNER DO BRASIL

Ao planejar uma estação de transmissão de TV, temos que levar em consideração todo trajeto entre o transmissor e a antena. Fatores como: eficiência, tamanho, desenho e desempenho elétrico, são decisivos para essa tomada de decisão. Apresentaremos exemplos de como melhorar o desenho e a disposição dos elementos de RF com intuito de otimizar espaço e minimizar as perdas de inserção desse sistema. Igualmente, falaremos de soluções compartilhadas em que um combinador permite que uma só antena possa ser compartilhara por vários transmissores.
Medições de Rádio-Frequência Suportando a Operação de Sistemas de TV Digital ISDB-T e Instalação de Links de Microondas
PALESTRANTE: DANIEL KORBAGE - AGILENT 
Essa palestra descreverá os principais desafios técnicos relacionados à instalação e operação da rede de TV Digital do padrão brasileiro ISDB-Tb,  apresentando um roteiro de testes recomendados para a validação e diagnóstico de qualidade e desempenho de transmissores e do projeto de cobertura em campo, incluindo os domínios de RF e banda-base, e avançados recursos para detecção,  análise de problemas e ferramentas de teste para manutenção e instalação de links de microondas.
CONVERGÊNCIA DE TECNOLOGIAS VIA IP
PALESTRANTE: AMAURY PEREIRA FILHO – HARRIS
16:00/ 16:20 - INTERVALO

EVOLUÇÃO RÁDIO E INTERNET
PALESTRANTE: JOSÉ CLAUDIO
BARBEDO (FORMIGA) - APOIO TÉCNICO


Os caminhos, as
oportunidades, os desafios do rádio na era da convergência - e como certos
atrasos ajudaram a manter a predominância da radiodifusão convencional no
Brasil.
NOVOS MÉTODOS E CONCEITOS PARA O GERENCIAMENTO E A PRODUÇÃO DE CONTEÚDO DIGITAL.
PALESTRANTE: FLAVIO LONGONI - CIS BRASIL

A crescente adoção de fluxos de trabalho
baseados em arquivos digitais junto ao aumento de velocidade das redes e a
necessidade de acesso simultâneo destes arquivos, por posições locais e
remotas, levam ao surgimento do assim chamado "Cloud Editing".



Serão analisados os mais recentes avanços nesta área, assim como o impacto
técnico e operacional derivantes da implementação destas novas práticas.

A EVOLUÇÃO DA ARQUITETURA DO OBJETO TV AO LONGO DOS TEMPOS.
PALESTRANTE: NEWTON BITAR - FUCAPI
Apresentaremos a evolução do aparelho de TV dentro das mudanças dos Sistemas Analógicos até o Digital, mostrando as arquiteturas, modo de recepção de sinais, decodificação de vídeo e áudio.
Falaremos sobre os principais módulos do TV digital e suas tecnologias e tendências futuras:
Tuner; Decodificador de Áudio e Video; Software embarcado; e finalizando apresentaremos a nova tecnologia de chips chamada de one-chip.
Publicidade TV Digital - Expectativas para um Futuro Conectado
PALESTRANTE: RAFAEL GONÇALEZ CARNEIRO - TV ESCOLA

- O que é TV Digital? (para profissionais não técnicos);
- Elementos que compõem a TV Digital (software, hardware, padrões,
plataformas);
- Benefícios que a TV Digital traz para o mercado publicitário;
- Funcionamento / dinâmica da publicidade na TV Digital;
- Novos modelos de negócio;
- Exemplos de campanhas e ferramentas utilizadas atualmente nos EUA e
Europa.
 
Norte  2012
SET NORTE 2012 - 22 e 23 DE NOVEMBRO
Seminário de Tecnologia de
Televisão

Gerenciamento, Produção, Transmissão, Distribuição de Conteúdo Eletrônico
Multimídia. Interatividade, Mobilidade

Palestras de Tecnologia - Demonstrações

2 dias - 120 participantes - Carga Horária: 16 horas
09h00 às 18h00


 Centro de Convenções - Studio 5 - R. Rodrigo Otávio 3555 - Distr. Industrial -
Manaus/ AM



Parceria: Fund. Rede Amazônica/ AM | Realização: SET

Realização: SET – www.set.com.brset@set.com.br



Evento gratuito e exclusivo para associados SET.
PROGRAMAÇÃO 22 DE NOVEMBRO

ABERTURA
NIVELLE DAOU JR - SET E REDE AMAZÔNICA
GRAFISMO - NOVIDADES E APLICAÇÕES DE GRÁFICOS PARA MULTI-PLATAFORMAS.

PALESTRANTE: EDUARDO MANCZ -
BRASVIDEO/ VIZRT


Novidades em soluções de grafismo, otimização de fluxos de produção em
ambientes multi-plataformas, aplicações baseadas em modelos 3D, combinação de
ferramentas OTT e branding, soluções de mapas, weather e gráficos
on-demand. 

EVOLUÇÃO RÁDIO E INTERNET

PALESTRANTE: JOSÉ CLAUDIO BARBEDO (FORMIGA) - APOIO
TÉCNICO

OTIMIZAÇÃO DAS MODULAÇÕES NO SATÉLITE
PALESTRANTE: JOSÉ
RAIMUNDO CRISTÓVAM NASCIMENTO - SET/ UNISAT
METADADOS 2.0
PALESTRANTE: JOÃO PAULO
QUÉRETTE - IMAGENHARIA


O uso dos metadados já se tornou comum nos sistemas de gerenciamento de mídia.
Mas, no mundo da Edição 2.0, eles podem ir muito além. Descubra o que há por
trás dos metadados e como eles podem ser usados para dar inteligência e
agilidade à edição não-linear.
ALTERNATIVAS PARA REDUÇÃO DE CUSTO NA IMPLANTAÇÃO DA TV DIGITAL

PALESTRANTE: GLENN ZOLOTAR - HITACHI KOKUSAI LINEAR

A preocupação com redução de custos tem se tornado cada vez mais importante,
nos mais diversos setores, dada a grande competitividade em todos os segmentos
de mercado. A implantação da TV Digital no Brasil tem acontecido em um ritmo
mais lento do que o estimado inicialmente, sendo uma das razões deste atraso o
alto custo de implantação do sistema. Assim, iremos abordar nesta apresentação
algumas alternativas para acelerar a implantação da TV Digital a um custo
relativamente baixo, bem como a novas tecnologias empregadas para aumentar a
eficiência energética dos transmissores.

AS NOVAS RESPONSABILIDADES DA ANATEL E COMPARTILHAMENTO DA BANDA DE 700MHZ E 3,5GHZ
PALESTRANTE: JOSÉ CARLOS
PIRES - ANATEL
TENDÊNCIAS E TECNOLOGIAS PARA CAPTAÇÃO E ACERVO DIGITAL NA ERA ALÉM DO HDTV

PALESTRANTE: ERICK SOARES -
SONY


Uma visão de novas tecnologias que viabilizam a captação de imagens com alta
performance e baixo custo, em diversas áreas como por exemplo captação 4K, 4K
de baixo custo, HD, e estabilizadores óticos. Tecnologias que expandem recursos
e funcionalidades facilitando as operações na área de captação de imagens. E
também uma visão de novas tecnologias para acervo digital baseadas em
tecnologia óptica, totalmente tapeless para as produções mais recentes a fim de
se preservar a máxima qualidade do conteúdo por ora disponível.

TECNOLOGIA TAPELESS E CODECS

PALESTRANTE: FELIPE ANDRADE
- GRASS VALLEY


Apresentação será sobre a história e a evolução dos principais Codecs que
utilizamos hoje, seja em sistemas tapeless ou produções em HD e toda a sua
utilização em fluxos de Jornalismo. Comparando a vantagens e desvantagens de
acordo com cada aplicação. 

REPENSANDO A EFICIÊNCIA DO FLUXO DE TRABALHO TAPLESS 2.0
PALESTRANTE: DARCIO PASCALE
- AD DIGITAL


A necessidade de se adaptar a um mundo altamente competitivo e dinâmico vem
colocando os engenheiros de TV em uma situação complicada, pois a transição
para TV digital os obriga implementar novos sistemas de transmissão, exibição e
produção. Todavia, o foco da tecnologia é ser apenas um meio para trazer
benefícios reais ao negócio, mas qual é o futuro do negócio? Explosão da
produção de conteúdo? Entrega em multiplataforma? Controle de qualidade para
combater a concorrência? Interatividade? Integração às redes sociais?
Centralização do armazenamento para criação de um cloud privado? Por outro
lado, a tecnologia tem também como objetivo melhorar o processo operacional,
reduzir custo, viabilizar e flexibilizar qualquer mudança na estratégia
empresarial sem detrimento da qualidade.
PROGRAMAÇÃO - 23 DE NOVEMBRO

ABERTURA
MODERADOR: NIVELLE DAOU JR
- SET / REDE AMAZÔNICA
NOVAS FORMAS DE MEDIDAS DE SINAL PARA TV DIGITAL.

PALESTRANTE: MARCOS PINTO - BRASVIDEO/ LEADER INSTRUMENTS CORPORATION

O sinal de vídeo desde a produção até a chegada aos receptores de televisão do
telespectador passa por uma extensa cadeia de aparatos e processadores
comprometendo sua qualidade a menos que as técnicas de produção e distribuição
sejam perfeitas. A solução seria com bases em: (a) Educar o operador quanto aos
possíveis ajustes em suas áreas e (b) Criar instrumentos fáceis de usar e
intuitivos. Torna-se essencial o uso de instrumentos de teste para cada parte
da cadeia, partindo dos receptores ISDB-Tb dos sintonizadores de TV até o apoio
as operações de estúdio, com características específicas de operação amigáveis
criados com os engenheiros e operadores em mente. Assim a Leader cria quatro
tecnologias 5 Bar, CineLite, CineZone e CineSearch que são os pilares para uma
produção perfeita...

SFN, MFN E O LEGADO ANALÓGICO NA INTERIORIZAÇÃO DA TV DIGITAL
PALESTRANTE: FABRIZIO REIS
- SCREEN SERVICE DO BRASIL


As redes de radiodifusão atuais no Brasil enfrentam agora o desafio de expandir
a cobertura do serviço HDTV. Os profissionais de engenharia deparam-se,
portanto, com desafios técnicos inéditos: SFN, Satélite, re-uso de frequências,
canal virtual e parâmetros de transmissão. Quais as limitações e possibilidades
para a tecnologia? Qual a melhor solução a ser empregada? Cases práticos e
analises.
CASO I9 REDE GLOBO: O PODER COLABORATIVO DE INOVAÇÃO ABERTA EM TV
PALESTRANTE: NELSON FARIA - SET / TV GLOBO

“Mais do que um desafio tecnológico, inovação
aberta é uma mudança de atitude”.



Nelson
Faria apresenta o i9, modelo de inovação colaborativa na Rede Globo, que
iniciou há 3 anos com 9 voluntários e hoje somam mais de 1300 profissionais,
450 iniciativas sendo 130 já concluídos, com resultados em projetos que
continuam a gerar essa motivação e mobilização contínua dentro e fora da
empresa
NOVAS TENDÊNCIAS EM RF
PALESTRANTE: RONDINEI SILVA
- SPINNER DO BRASIL
O objetivo dessa palestra é apresentar as novidades
que tem sido praticadas nas instalações de RF e os novas tecnologias em
equipamentos mais robustos, porém menores. Também apresentaremos cases de
clientes nacionais para ilustrar essas tendências.
CONVERGÊNCIA DE TECNOLOGIAS VIA IP

PALESTRANTE: AMAURY PEREIRA DA SILVA FILHO – HARRIS

A tecnologia de transporte de vídeo sobre IP vem se tornando
cada vez mais presente em nossas vídas profissionais e também em nossas vidas
como consumidor.



Novos codecs, redes mais robustas e com mais capacidade tornam o
transporte de vídeo cada dia mais interessante e desafiador.



As redes de distribuição e contribuição basadas em redes IP
estão sendo cada dia mais utilizadas, tanto pelos custos cada vez menores mas
principalemnte devido a grande flexibilidade



que estas redes proporcionam ao Radiodifusor.



Estar preparado para dimensionar corretamente os equipamentos
que compõe tal sistema é de extrema importância e o foco desta palestra é não
só demonstrar alguns



conceitos, mas principalmente mostrar como esta tecnologia pode
ajudar a suportar a nova demanda na distribuição de conteúdo digital.

MECANISMO DE DESCOBERTA DE SERVIÇOS E APLICAÇÕES INTERATIVAS NO SBTVD
PALESTRANTE: MILTON SOARES – FUCAPI
BATERIA E LUZ - MITOS E VERDADES
PALESTRANTE: RICARDO KAUFMANN - ENERGIA
TVS ABERTAS NACIONAIS VIA DTH.
PALESTRANTE: J.R. CRISTOVAM
- SET
 
Informações e contato

SET- Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão -  www.set.com.br
set@set.com.brDaniel@set.com.br – Joviane@set.com.br
Tel: (21) 2512-8747 - Fax: (21) 2294-2791

  home . voltar . email
RIO DE JANEIRO - RJ Rua Jardim Botânico 700 sala 306 Bairro Jd Botânico - CEP 22461-000 Tel.: 21-2512-8747 - Fax: 21-2294-2791 - set@set.com.br
SÃO PAULO - SP - Av. Auro Soares de Moura Andrade 252 cj 11 CEP: 01156-001 Tel: 11-3666-9604