SET na NAB | voltar
SET na NAB - Eventos realizados
NAB 2012
Encontro SET e trinta 2012 - Segunda - 16 de abril - N117/ N116 - LVCC
.
7:00/ 7:30: Café da manhã

7:15: ABERTURA
COORDENAÇÃO:
=>FERNANDO FERREIRA – SET/RBSTV
=>VANESSA LIMA – SET/ LINEAR

7:20/ 07:40 CONSOLIDAÇÃO DE DADOS PARA POTENCIALIZAR A PRÓXIMA GERAÇÃO DE WORKFLOW DE MÍDIA: ANY CONTENT, ANYWHERE, ANYTIME.
=>PALESTRANTE: NILTON GUEDES - DATADIRECT NETWORKS/ AD DIGITAL

A geração de conteúdo cresce exponencialmente através da digitalização de filme e vídeo, bem como pelo público que hoje o produz. Esta convergência de broadcast, produção, Internet, apresenta uma oportunidade às organizações de mídia e entretenimento. Desde a aquisição de conteúdo à distribuição, exige-se uma orquestração de um processo totalmente automatizado. Como as organizações de mídia podem resolver esses desafios e capitalizar novas oportunidades?

7:40/ 8:00 FACILIDADES MODERNAS DO ATUAL BROADCAST TV: BASEADO EM ARQUIVO, MULTI-FORMATO E MULTI-PLATAFORMA
=>PALESTRANTE: MICHEL PROULX - MIRANDA TECNOLOGIAS / BRASVIDEO

Uma das tendências mais importantes, que afetam a televisão ao redor do mundo, é o desejo crescente de nossos telespectadores de consumir o conteúdo de televisão "sob demanda", em uma ampla variedade de dispositivos e plataformas. Apesar dos tradicionais canais lineares, que distribuem o conteúdo em um horário fixo, continuarem a disponibilizar em quase todas as modalidades, de repente a entrega de conteúdo como arquivos para um número crescente de plataformas "sob demanda" se tornou uma prioridade e um grande desafio operacional para as emissoras. Entre os mais desafiadores de entrega "sob demanda" é a conversão diária de conteúdo dos canais lineares, de modo que este conteúdo possa ser consumido como "catch up TV", nos dias diversos da exibição original.
Esta apresentação examinará a evolução contínua dos modelos de consumo de TV e delineará os problemas e oportunidades subitamente enfrentados pelas empresas de radiodifusão que são constantemente confrontados com pedidos para fornecer conteúdo para o novas plataformas "sob demanda". O foco da apresentação será nas áreas de fluxos de trabalho baseadas em arquivo, programado sob demanda, inserção de anúncios e metadados.Será dada especial ênfase ao papel que a marca do canal (gráficos) precisa lançar em um contexto "sob demanda".
A apresentação incidirá sobre a necessidade real de encontrar maneiras de mesclar os fluxos de trabalho e operações de TVtradicional e linear e o conteúdo da demanda, de modo que o os broadcasters preparem-se para seu duplo papel no futor para atender reprodução de um canal linear e atue como editor de conteúdo sob demanda.

8:00/ 8:20 GARANTIA DE QUALIDADE E COMPATIBILIDADE DOS ARQUIVOS EM SISTEMAS TAPELESS, MAM, VOD E OTT
=>PALESTRANTE: SILVINO ALMEIDA - TEKTRONIX

A característica do ambiente tapeless é o aumento exponencial do número de arquivos, com intensa manipulação e transcodificação para diferentes propósitos em um processo automatizado com mínima intervenção humana.
O desafio: Como manter íntegro e em conformidade milhares de arquivos ingestados em redes cada vez mais complexas garantindo a sua confiabilidade e evitando os custos de retrabalho e churn de clientes?
Apresentaremos como um sistema de teste de arquivos adequado dentro de um sistema tapeless evita o armazenamento de material defeituoso e que não toca, minimizando custos de retrabalho e evitando churn dos clientes.

8:20/ 8:40 A BANDA KA - APLICAÇÕES EM BROADCASTING E DISTRIBUIÇÃO DE CONTEÚDO E A REALIDADE BRASILEIRA
PALESTRANTES:
=>JURANDIR PITSCH – SES
=>RICK LANGHANS – SES

Os broadcasters brasileiros desde muitos anos utilizam a banda C em satélites para a distribuição, contribuição e eventos no Brasil e, provavelmente, irão continuar a utilizá-la por muitos anos graças à robustez da transmissão (pouco afetada por chuvas) e pelos investimentos já realizados. Mas com o aparecimento da banda Ka, suas características de banda larga e vantagens de custo podem, e devem , ser exploradas para aplicações em radiodifusão e na distribuição de conteúdo. Nesta apresentação iremos introduzir a tecnologia, demonstrar as vantagens de custos, desafios e oportunidades e convergência com a banda larga. Também será abordada a disponibilidade desta banda no Brasil nos próximos anos e aspectos de regulamentação.

8:40 / 09:00 LOUDNESS NA PRODUÇÃO E NO BROACAST. INTRODUÇÃO A ITU-R BS.1770 UND EBU R128
=>PALESTRANTE: TOBIAS KRONENWETT - LAWO - LINE UP

O tema desta apresentação é loudness. O que é loudness, porque é importante compreender que é diferente do nível PPM. Apresentaremos a definição geral de loudness, como os padrões da ITU, EBU e ATSC estão relacionados e por que é importante durante a produção concentrar no loudness. Na apresentação haverá exemplos de como o engenheiro poderia lidar com o tópico loudness e como novos padrões de medição nova de loudness viabilizam mixagens mais criativas do que o PPM.
Encontro SET e trinta 2012 - Terça - 17 de abril - N117/ N116 - LVCC
.
7:00/ 7:30: Café da manhã

7:15: ABERTURA
COORDENAÇÃO
=>EMERSON WEIRICH – SET/ EBC
=>FRED RHEME – SET/ RPC

7:20/ 7:40 O EFEITO DA EXPOSIÇÃO INADEQUADA E VIOLAÇÕES NO GAMUT DE CORES NA QUALIDADE FINAL DA IMAGEM
=>PALESTRANTE: ARMANDO ISHIMARU – LEADER

Considere o que as imagens de vídeo HD profissional tem que passar antes de serem assistidas nas salas de estar. Você ficaria surpreso com a forma como as imagens são mal tratadas espremidas através do éter (ou cabo ou satélite) no trajeto aos aparelhos de televisão. Da produção à pós-produção, distribuição e transmissão/recepção, o sinal digital degrada-se em bits de resolução - não devido a ruído, mas sim, por causa das limitações do meio de transmissão final. A falta de detalhes nas areas de sombra resulta em um terrível vídeo, uma vez que a redução de bits e compressão MPEG é aplicada. Como resultado, ao menos que as técnicas de produção sejam perfeitas poderá have efeitos debilitantes sobre o que o público assistirá. A solução seria com bases em: (a) Educar o operador quanto aos possíveis ajustes em suas áreas e (b) Criar instrumentos fáceis de usar e intuitivos. Torna-se essencial o uso de instrumentos de teste para cada parte da cadeia, partindo dos receptores ISDB-Tb dos sintonizadores de TV até o apoio as operações de estúdio, com características específicas de operação amigáveis criados com os engenheiros e operadores em mente - mais fácil de entender e realizar ajustes para entregar um vídeo perfeito...

7:40/ 08:00 TENDÊNCIAS PARA INTEGRAÇÃO DE EDIÇÃO E GERENCIAMENTO DE CONTEÚDO EM AMBIENTE JORNALÍSTICO.
=>PALESTRANTE: LEONEL DA LUZ - HARRIS

A produção diária de um telejornal necessita de aplicações e tecnologias que permitam a produção e exibição de matérias de forma rápida e eficiente. Os sistemas de gerenciamento de conteúdo digital apóiam essas operações atuando dentro de vários workflows em ambiente multimídia e multiplataforma. A evolução do sistema deve ser garantida por uma solução flexível, integrável e escalável. Apresentaremos as tendências da junção entre edição e gerenciamento de conteúdo em ambiente de telejornalismo digital.

8:00/ 09:00 SET FORUM DE TECNOLOGIA
ALEM DO HDTV – QUAL A PRÓXIMA ATRAÇÃO? COMO E QUANDO ESSA TV DE NOVA GERAÇÃO CHEGARA AS NOSSAS CASAS?
MODERADOR: RAYMUNDO BARROS – SET/TV GLOBO
PALESTRANTES
=>HANS HOFFMANN - EBU
=>HUGO GAGGIONI - SONY
=>LARRY THORPE – CANON
=>YOSHIAKI SHISHIKUI – STRL/ NHK

A evolução da TV não acaba no HTVD. As tecnologias 4K de cameras e projetores já dominam a produção do cinema. Monitores 4K foram apresentados na CES2012 e alguns broadcasters já começam a realizar testes e demonstrações nessa tecnologia. As pesquisas do UHDTV continuam no Japão com o objetivo de se tornar a TV dos japoneses em na próxima década. Qual o status dessas tecnologias no mundo?
Encontro SET e trinta 2012 - Quarta - 18 de abril - N117/ N116 - LVCC
7:00/ 7:30: Café da manhã

7:15: ABERTURA
COORDENAÇÃO:
=>NELSON FARIA JR – SET/ TV GLOBO
=>PAULO KADUOKA – SET/ PSK ENG

7:20/ 7:40 TEORIA DA COR E TECNOLOGIA LED
PALESTRANTES:
=> NICK WURZEL - ELECTRONIC TEATRO CONTROLES / TELEM
=> HILTON DAVID - ELECTRONIC TEATRO CONTROLES / TELEM

Saiba mais sobre como usar mesclar cores em seu estúdio. Nesta sessão compararemos tecnologias de iluminação: tungstênio, HID, fluorescentes e LED e como cada uma atua para criar cores. Mostraremos como mixar cores de forma aditiva ou subtrativa. Exploraremos as diferenças entre RGB, RGB‐ A, RGB‐A‐W e X7 mixagem de cores com LEDs. Confira como matiz e saturação se tornaram o padrão unificador no controle de diferentes cores ‐ mudando fontes para conseguir o efeito desejado em seu estúdio.

7:40/ 8:00 TECNOLOGIA ÓPTICA PARA ACERVO DIGITAL
PALESTRANTE: ERICK SOARES - SONY

Uma abordagem dos desafios do armazenamento em arquivo digital frente às constantes mudanças tecnológicas e investimentos sucessivos baseados em tecnologias de TI. A Sony apresenta uma alternativa para armazenamento de grande capacidade em mídia ótica, para aplicações de emissoras de TV, produtores de vídeo e também armazenamento de cinema. Uma visão geral da nova tecnologia, seus benefícios, e diferenças frente às principais tecnologias hoje existentes, bem como uma visão de possibilidades de sistemas completos para acervo digital.

8:00/ 8:15 PREPARATIVOS PARA A COPA DE MUNDO 2014
PALESTRANTE: MARCONI THOMAZ DE SOUZA MAYA - ANATEL

8:15/ 9:15 SET FORUM DE TECNOLOGIA
FOBTV - O FUTURO DA TELEVISÃO BROADCAST
MODERADOR: LILIANA NAKONECHNYJ – SET/TV GLOBO
PALESTRANTES:
=>MARK RICHER - ATSC
=>KEIICHI KUBOTA - NHK
=>LIEVEN VERMAELE – EBU

Em novembro de 2011, uma declaração foi assinada por líderes do setor de televisão, em Shangai-China, conclamando cooperação global para definir novos requisitos, unir padrões e promover o compartilhamento de tecnologias, visando à próxima geração da televisão no ar. Nesse painel, líderes do setor de diferentes partes do mundo darão sua visão sobre como a televisão aberta deve evoluir, seus principais desafios e as tecnologias em desenvolvimento que são candidatas a integrar essa próxima geração.
.
PATROCINADORES: OURO
PATROCINADORES: PRATA
PATROCINADORES: BRONZE
 
Informações e contato

SET- Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão -  www.set.com.br
set@set.com.brDaniel@set.com.br – Joviane@set.com.br
Tel: (21) 2512-8747 - Fax: (21) 2294-2791

  home . voltar . email
RIO DE JANEIRO - RJ Rua Jardim Botânico 700 sala 306 Bairro Jd Botânico - CEP 22461-000 Tel.: 21-2512-8747 - Fax: 21-2294-2791 - set@set.com.br
SÃO PAULO - SP - Av. Auro Soares de Moura Andrade 252 cj 11 CEP: 01156-001 Tel: 11-3666-9604